Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Dicas de Saúde Dicas para dormir bem e dormir melhor
14/03/2018 - 15h50m

Dicas para dormir bem e dormir melhor

Além de “contar carneirinhos“, existem alguns truques que podem ajudar a dormir bem e melhor, siga alguns destes conselhos.

Dicas para dormir bem e dormir melhor

Fonte: www.insonias.com

·Não pratique esportes até 4 horas antes de ir para cama.

·Ao jantar não ingira alimentos pesados que dificultem a digestão, e não se deite logo a seguir às refeições.

·Não consuma bebidas estimulantes como o chá preto, café ou refrigerantes.

·Tome um banho morno de forma a relaxar, não tome um duche, procure fazer um banho de imersão.

·Não ingira muitos líquidos, mesmo água ou leite devem ser reduzidos ao longo do dia.

·Não durma com a TV ligada, pois impede que chegue à fase do sono profundo. 

·Não fique no celular, tabletes ou outros aparelhos eletrônicos antes de deitar ou após deitar na cama.

·Acorde todos os dias à mesma hora, mesmo nos finais de semana, independentemente de ser ter deitado tarde.

·Faça uma caminhada depois de jantar, pois ajuda a acelerar a digestão e, ao mesmo tempo, promove o relaxamento do corpo e da mente.

·Evite fumar cerca de 2 horas antes de se deitar, o tabaco ao contrário do que muitas pessoas pensam é estimulante.

·Procure criar um ambiente relaxante, com música calma e leia um livro.

·Adote colchões confortáveis e não leve trabalho para a cama.

Problemas da insônia

Quando as queixas de dormir mal e das insônias se intensificam, as consequências para a saúde agravam-se. A obesidade, a hipertensão e a diabetes estão associadas ao facto de dormir mal durante a noite. 

O humor, o crescimento e o desenvolvimento psicomotor são igualmente afetados pela falta de descanso e por noites mal dormidas. 

Surgem, assim, as doenças e as perturbações do sono. Ambas estão associadas a problemas de saúde e a estilos de vida adotados. 

Integrada no quadro destas patologias encontramos a apneia do sono, relacionada com a obesidade, que pode surgir logo na infância, embora seja muito mais comum na idade adulta. a apneia do sono pode originar doenças cardíacas e condicionar assim a qualidade de vida da pessoa. 

No mesmo quadro encontramos a narcolepsia, que se caracteriza por dificuldade em acordar de manhã, sonolência ao longo do dia e períodos de fraqueza, devidas à sensação de excesso de sono, que atingem as crianças, adolescentes e adultos.  

Há, ainda, o sonambulismo, muito frequente na infância, que deriva do fator genético. Na lista das perturbações do sono, constam ainda o bruxismo (ou ranger dos dentes durante o sono), o jet lag, a sonolência e os terrores noturnos. 

Identificar as causas das doenças e das perturbações do sono é o primeiro passo a dar, no sentido de combater o problema e de, assim encontrar o tratamento adequado para que volte a dormir melhor e bem. Por esse motivo, contactar o pediatra e/ou médico de família é fundamental, na medida em que estes certamente recomendarão o especialista mais adequado.

 

Ações do documento