Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Dicas de Saúde ESPORÃO DE CALCÂNEO – DOR NO CALCANHAR
06/09/2016 - 15h17m

ESPORÃO DE CALCÂNEO – DOR NO CALCANHAR

O esporão de calcâneo, ou esporão de calcanhar, é um problema ortopédico que surge devido ao crescimento anormal de uma parte do osso do calcanhar, formando uma protuberância, que pode provocar intensa dor na sola do pé

ESPORÃO DE CALCÂNEO – DOR NO CALCANHAR

Fonte: http://www.mdsaude.com/

Vamos abordar os seguintes pontos sobre o esporão do calcanhar:

·         O que é o esporão de calcanhar.

·         Causas do esporão de calcâneo.

·         Sintomas do esporão de calcanhar.

·         Tratamento do esporão de calcâneo.

O QUE É O ESPORÃO DE CALCÂNEO?

Calcâneo é nome dado ao osso do calcanhar. O esporão do calcâneo é uma protuberância óssea, que surge habitualmente na base do osso calcâneo, na sola do pé (veja ilustração abaixo). Outro local onde o esporão pode surgir é na região posterior do calcâneo, próximo à inserção do tendão de Aquiles.

O esporão costuma se desenvolver devido a microtraumas e inflamação crônica da parte inferior do calcanhar, afetando não só osso calcâneo, mas também os tendões e a fáscia plantar (ligamento localizado na planta dos pés, cuja uma das extremidades fica aderida ao osso calcâneo). Os múltiplos microtraumas e a inflamação crônica ao longo de vários meses favorecem a calcificação dos tecidos ao redor do osso do calcanhar, o que leva à formação dos esporões.

CAUSAS DE ESPORÃO DO CALCANHAR

Qualquer situação que cause estresse crônico à região do calcanhar pode provocar o desenvolvimento de um esporão. Como uma das extremidades da fáscia plantar fica aderida à base do osso calcâneo, a fascite plantar (inflamação da fáscia) possui os mesmos fatores de riscos que o esporão de calcanhar (leia: FASCITE PLANTAR | Dor no pé), sendo comum a coexistência dos dois problemas ortopédicos.

São fatores de risco para o desenvolvimento do esporão de calcâneo e da fascite plantar:

  • ·  Idade acima de 40 anos.
  • ·  Obesidade (leia: OBESIDADE | Síndrome metabólica).
  • ·   Pé chato.
  • ·   Pé cavo.
  • ·   Prática de esportes de alto impacto nos pés, como corrida, ballet e dança.
  • ·  Trabalhar muito tempo em pé, como seguranças, professores, cirurgiões, trabalhadores de fábrica, etc.
  • ·  Uso excessivo de salto alto.
  • ·  Uso de calçados pouco apropriados para os pés, como sapatos apertados, largos ou velhos.
  • ·   Alterações da marcha, como pisar com o pé torto, principalmente com a parte de dentro dos pés.

SINTOMAS DO ESPORÃO DE CALCÂNEO

Os esporões de calcanhar frequentemente causam pouco ou nenhum sintoma. A simples existência de um esporão não é suficiente para causar dor em cerca de 95% dos pacientes. Para haver dor é preciso existir também inflamação na região ao redor do calcanhar, geralmente com acometimento da fáscia plantar.

Apesar de ter uma forma pontiaguda, a dor do esporão não costuma ocorrer pelo espetamento de alguma estrutura ao seu redor. A dor surge pelo processo inflamatório local que é provocado por microtraumas repetitivos. Em geral, os pacientes com esporão de calcanhar que se queixam de dor apresentam também o quadro de fascite plantar (é bom salientar que o esporão do calcanhar não provoca a fascite plantar).

Portanto, não é o esporão em si que causa dor nos pés. O esporão é apenas um sinal indireto de que aquela região do calcanhar esteve nos últimos meses, ou anos, exposta a traumas e estresses repetitivos.

Quando há inflamação local o sintoma mais comum é uma dor na planta do pé, especialmente na região abaixo do calcanhar. A dor é tipicamente pior durante os primeiros passos, como ao sair da cama de manhã ou levantar-se depois de estar sentado por algum tempo.

TRATAMENTO DO ESPORÃO DE CALCANHAR

O tratamento do esporão de calcâneo só é necessário quando há inflamação dos tecidos ao redor, habitualmente sob a forma de fascite plantar. Inicialmente, o controle da inflamação pode ser feito com repouso e gelo local.

Em casos mais resistentes, outras opções são a  fisioterapia, com exercícios e alongamentos específicos para os pés e panturrilhas, e o uso de calçados com palmilhas especiais para reduzir a pressão sobre o calcâneo e a fáscia plantar. Pessoas obesas devem emagrecer para reduzir o estresse que o excesso de peso provoca sobre os pés.

Se não houver contra-indicações, o uso de anti-inflamatórios por curto período ajuda bastante no controle do processo inflamatório. Injeções de corticóides no calcanhar podem ser utilizadas nos casos em que não há resposta satisfatória ao tratamento conservador.

A cirurgia para retirada do esporão é a última alternativa e atualmente é raramente indicada, pois a grande maioria dos pacientes consegue controle da dor com medidas conservadoras.

 

 

Ações do documento