Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Pacientes do PADI recebem orientações sobre saúde bucal
25/10/2018 - 11h35m

Pacientes do PADI recebem orientações sobre saúde bucal

Além de conversar com a família sobre prevenção são também realizados alguns pequenos procedimentos odontológicos na própria residência, como a raspagem do tártaro.

Pacientes do PADI recebem orientações sobre saúde bucal

Texto e Fotos: Ana Rita Moura - Ascom Ipaseal 

Como forma de alertar sobre os cuidados com a boca e os dentes, os profissionais do Programa de Assistência Domiciliar do Ipaseal (PADI) junto com a coordenação de Odontologia  iniciaram uma ação preventiva com foco nos pacientes atendidos pelo PADI e seus familiares.

O trabalho consiste em orientar e demonstrar aos paciente, cuidadores e a família procedimentos e hábitos corretos para uma boa higienização bucal com a finalidade de combater o mau hálito e outros problemas causados pela proliferação de bactérias na cavidade oral, como o tártaro, cáries, periodontite e gengivite.

Segundo a coordenadora do PADI, Eveline Frota, após uma solicitação feita pela médica do programa para alguns pacientes foi elaborada uma estratégia que pudesse contemplar todos os demais usuários assistidos pelo programa domiciliar. “Eles são avaliados pelos profissionais, ao mesmo tempo em que a família também recebe informações sobre saúde bucal”, complementa Eveline.

De acordo com a coordenadora de Odontologia do Ipaseal, a dentista Elane Safira, ao longo da vida cerca de 90% da população do planeta terá alguma doença bucal. Porém, isso pode ser evitado com os cuidados adequados acompanhados de visitas regulares ao odontologista para tratamento preventivo.

“Mas, a maioria dos pacientes do PADI é acamada ou possui problemas de locomoção, o que dificulta a ida periódica ao dentista. Por isso, a nossa necessidade ir ao encontro deles. Nós instruímos sobre a escovação correta dos dentes, o uso do fio dental e do enxaguante bucal, além da limpeza da boca, gengiva e língua”, explica Elane.

Segundo ela, além de conversar com a família são também realizados nos pacientes alguns pequenos procedimentos odontológicos na própria residência. “Estamos na etapa inicial, ou seja, de verificação e orientação. Nosso objetivo é retornar para verificar os resultados, e se necessário, fazer raspagem para remoção do tártaro”, afirma a dentista.

Boa parte dos paciente do PADI estão acima dos 60 anos. Por isso a atenção é redobrada. “Neste caso a higienização bucal dever vir acompanhada de uma alimentação saudável e uma boa hidratação com a ingestão de líquido. Isto porque a boca do idoso fica seca com mais frequencia devido ao uso de medicamentos ou por distúrbios da saúde, como diabetes, câncer ou problemas cardíacos. A falta de umidade pode prejudicar os dentes e o sistema digestivo”, ressalta Elane.

Para uma boa saúde bucal recomenda-se a escovação dos dentes após as refeições, além da escovação da língua, gengiva e bochecha; o uso do fio dental pelo menos uma vez ao dia; a utilização do enxaguante bucal de 2 a 3 vezes por semana; a troca da escova dental a cada 4 meses e limpeza eficiente a cada 6 meses no dentista para remover placas bacterianas e os tártaros.

Ações do documento