Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Urologia: Ipaseal realiza ‘mutirão’ de cirurgias
21/08/2018 - 15h00m

Urologia: Ipaseal realiza ‘mutirão’ de cirurgias

Usuária passa por procedimento cirúrgico e elogia o atendimento dado pelo plano de saúde

Urologia: Ipaseal realiza ‘mutirão’ de cirurgias

No conforto da sua casa, a funcionária pública aposentada, Maria José Bida de 59 anos se recupera da cirurgia de Cistocele ou Prolapso da Bexiga. Usuária do Ipaseal, desde a fundação da instituição, Maria José não economiza palavras ao falar sobre o excelente atendimento oferecido pelo plano de saúde.

“Os procedimentos foram encaminhados da maneira correta e no tempo certo, desde os exames pré-operatórios e a abertura do processo para compra do material utilizado na cirurgia; até a minha alta hospitalar. Tudo foi muito rápido. Agora a recomendação médica é repousar por três meses. Minha recuperação está sendo maravilhosa”, conta ela.

URO 06

Maria José Barbosa Bida se recupera em casa da cirurgia.

“Em 30 dias já estava liberada para fazer a cirurgia. Inclusive, houve uma antecipação da data anterior, o que me deixou mais feliz e aliviada. Não houve demora, graças ao bom atendimento dos funcionários do plano e do meu urologista, José Hélcio Vaz. Um excelente profissional, que cuida muito bem dos seus pacientes. Orienta e dá assistência em todos os momentos, ou seja, ele acompanha antes e após a cirurgia. Não tenho o que reclamar”, ressalta Maria José.

URO 01

Urologista Hélcio Vaz é credenciado ao Ipaseal Saúde desde 2013.

A cirurgia de Cistocele ocorreu final do mês de julho, no Hospital Sanatório. Ela foi realizada pelo urologista credenciado, José Hélcio Vaz, que atende aos usuários do plano desde 2013.“Em um período de 15 dias fiz outras quatro intervenções cirúrgicas em uma espécie de regime de ‘mutirão’. Foi muito produtivo. Fiquei bastante satisfeito com os resultados”, afirma Vaz.

URO 02

Hélcio Vaz atende aos pacientes do Ipaseal no Hospital Sanatório, em Maceió.

Maria José é casada com o aposentado José Ferreira de 77 anos. Tanto ela quanto ele fizeram cirurgias de catarata com a colocação de lentes nos dois olhos. Os procedimentos também transcorreram sem nenhum transtorno.“Hoje, só tenho a agradecer, principalmente a assistência dada pelos médicos credenciados e pelos funcionários do plano Ipaseal. São pessoas com muitos anos de experiência e atividade na instituição. Isto é importante e faz a diferença”.

URO 05

Maria José conta sempre com a ajuda da amiga e vizinha, Ismenia Peroba.

Cistoceles

Cistocele ou prolapso da bexiga, popularmente conhecida como “bexiga caída”, é o resultado do enfraquecimento da musculatura do períneo da mulher, principalmente entre as paredes da bexiga e da vagina, provocando a queda da bexiga na vagina. Esta condição pode também envolver o útero, que desce na vagina e pode, inclusive, ficar aparente a partir da abertura vaginal.

A razão mais comum para a ocorrência da cistocele é o parto vaginal. Para facilitar o parto as paredes da vagina se distendem, sob a ação de hormônios, mas elas podem permanecer estiradas mesmo depois, sobretudo nas mulheres que tiveram vários filhos.A cistocele pode ter outras causas. Com o envelhecimento, após a menopausa, a diminuição nos níveis de estrogênio causa a degeneração dos músculos pélvicos e isso, por sua vez, pode levar à cistocele.

Ela também pode estar ligada à constipação intestinal, obesidade crônica, pressão abdominal aumentada, como nas tosses crônicas ou nas cirurgias pélvicas anteriores e até mesmo à genética. Também a histerectomia (remoção do útero) pode causar cistocele. Em resumo, a cistocele ocorre por um enfraquecimento dos tecidos e fáscias (membranas) que sustentam a bexiga em sua posição normal. 

  • Texto e Fotos
  • Ana Rita Moura - Ascom / Ipaseal Saúde

 

 

Ações do documento